sábado, fevereiro 26, 2005

A não perder

Se a memória mente, essa mentira já faz parte de mim e só lhe posso chamar mentira se como mentira me chamar também. Mas então são tudo mentiras.
"A Solidão da Memória", de João Bénard da Costa, no Público.
Dupont