segunda-feira, maio 09, 2005

UMA TRAGÉDIA!

Aqueles que não conheciam Ivo Ferreira ficaram a conhecê-lo este fim-de-semana.
Ivo é um jovem cineasta português que se encontra detido num minúsculo país do médio oriente chamado Dubai. E está detido porque, segundo ele próprio, “acendi um cigarro [com haxixe] e, de imediato, o apaguei”.
Ora bem, para quem viu os noticiários do fim-de-semana, a prisão do Ivo foi uma autêntica tragédia humana e nacional – um corre-corre de Presidente da República, corpo diplomático, pedidos de clemência para cima e para baixo e não sei mais quem – que compungiu todos os portugueses.
Quase todos, porque os que não viram nem ouviram os noticiários – oh! Que felizes – esses gozaram pacificamente o sol do fim-de-semana.
Dificilmente se poderia imaginar um homem, em sua casa, numa eira do médio oriente chamada Dubai (enfim, que tem o particular defeito de proibir totalmente o consumo de estupefacientes), a preparar-se para fumar um charro e… Zás! Entra a polícia portas adentro e põe o homem numa jaula. É muito azar.
E estavam alguns portugueses preocupados com o desemprego, o estado da justiça, da saúde, da educação, do aborto, da limitação de mandatos, das férias dos juízes, enfim… peanuts.
Outros antecipavam um fim-de-semana de sol e de descanso, para debelar a crise, quando lhes sai pela tv fora o Ivo Ferreira preso por fumar um charro no Dubai (Do que? Bai aonde?).
Poderia ter havido tragédia maior neste fim-de-semana de Maio?
Haddock