quarta-feira, agosto 17, 2005

ALELUIA!


Durante anos, quase desde que o mundo é mundo, os cidadãos têm sido explorados pelas farmácias e pela indústria da saúde e do medicamento. O que levou a que as farmácias sejam altamente rentáveis e muito cobiçadas.
Daqui a um mês vai ser possível adquirir medicamentos não sujeitos a receita médica fora das farmácias.
O Mário acha mal.

Da parte que me toca e ao contrário do Dupond, não só não acho perigoso como acho que é útil e, mais tarde ou mais cedo, inevitável.
É que o indecente e inconstitucional, digo eu, monopólio que os farmacêuticos detêm sobre as farmácias e a venda de medicamentos tem de acabar. Se não a bem, que seja a mal.
E tudo o que se fizer para aliviar o cidadão do elevado custo dos medicamentos e para acabar com esse monopólio são boas notícias.
Haddock