terça-feira, janeiro 31, 2006

A humildade do Major


Valentim dos Santos de Loureiro nasceu a 24 de Dezembro de 1938, na aldeia de Calde, em Viseu, (...)

Curiosidades:
O Major Valentim Loureiro, depois de trinta anos de experiência de futebol, não descura a gestão rigorosa e concretização patrimonial, considerando esses dois aspectos fundamentais ao exercício das funções públicas que ocupa, sobretudo na Câmara de Gondomar e na Liga de Clubes, sendo extremamente exigente com o controle das despesas e com a eficaz gestão dos recursos.
Assume-se como uma pessoa muito exigente mas não rancoroso. Admite que, mesmo depois de várias críticas, adopta a sua postura e diz que sabe «separar o trigo do joio, mesmo reconhecendo haver sempre joio no trigo».
A sua vida é, naturalmente, bastante ocupada. Por isso, os seus dias começam bastante cedo e raramente terminam antes da meia-noite. Todos os meses percorre alguns milhares de quilómetros de automóvel, em viagens permanentes entre o Porto, Gondomar e outros locais a que tenha que deslocar-se. Nunca fez um mês de férias, nem sequer passou oito dias de descanso seguidos.
No seu dia a dia, lê quase todos os jornais logo ao levantar-se, consultando, principalmente, artigos relacionados com a sua figura, com a Câmara de Gondomar, com a Liga de Futebol e com a política. Ao longo do dia, escuta várias rádios e está sempre atento aos telejornais. Valentim Loureiro, não obstante a sua notoriedade e popularidade, é uma pessoa sempre disponível para atender quem se lhe dirige, procurando sempre resolver os problemas que lhe colocam com eficácia e rapidez. Para estar sempre em contacto e contactável.
Retirado do site da Câmara Municipal de Gondomar, após sugestão de um notícia no Expresso. Os negritos são nossos.
Dupont