quinta-feira, fevereiro 02, 2006

O bobo

"Outros dois bons exemplos da interessantíssima área que é a pedopsiquitaria aplicada aos marmanjões de meia-idade vieram de Scolari, mas no caso do seleccionador impõe-se procurar discernir, talvez recorrendo ao método da vivissecção (dissecação em vida, o desporto favorito dos ratinhos brancos), se estaremos perante um adulto com um puto dentro ou o contrário.
Aquela do "não somos mais fortes do que Angola" já esteve ao nível, se não do rasgo de um Woody Allen, pelo menos do talento natural de um Fernando Rocha, mas gostar a sério foi do livro que escolheu para inspirar os jogadores da Selecção Nacional, "Voando como a Águia". Estou a vê-lo: "Ih, ih, ih, sou tão engraçado. Olha para mim a gozar com os portugueses que sobram dos seis milhões, quatrocentos mil e quinhentos e doze benfiquistas, em especial aquele milhãozito inofensivo que é portista e contribuinte ao mesmo tempo e, de entre esses, aqueles que moram na zona com mais desemprego do país e que, para além de não terem dinheiro no bolso, ainda levam com as idiotices de um novo rico armado em pato bravo. Ih, ih, ih, que valente que eu sou
". (José Manuel Ribeiro, no Jogo)
General Alcazar