terça-feira, março 21, 2006

Carlos Neves

Os vilacondenses que abriram a secção "Economia" do "Expresso" encontraram, na página 22, uma cara conhecida: Carlos Neves, uma das vozes mais activas do sector agrícola. Este agricultor, nosso conterrâneo, é dirigente da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, além de pertencer, ou já ter pertencido, a muitas outras organizações do sector, como a Associação de Jovens Agricultores do Distrito do Porto. Por outro lado, é o responsável pela secção de Agricultura do quinzenário Terras do Ave. E ainda arranja tempo para trabalhar na exploração agrícola da família, sita em Árvore...
No "Expresso", Carlos Neves assina o artigo "A angústia de ser agricultor", em que desabafa sobre o desalento que o sector atravessa: "talvez não fosse um disparate propor um plano de combate ao desânimo na agricultura. Admito que seja uma ideia estranha e que seja preciso tempo para amadurecê-la. Contudo, por trás do melhor e do pior da nossa agricultura está a diferença de atitude entre lutar e desistir; entre a união e o indivídualismo, entre inovar ou estagnar".
Dupont