terça-feira, março 07, 2006

Jorge “das medalhas” Sampaio

E te enfeitei com adornos, e te pus braceletes nas mãos e um colar ao redor do
teu pescoço. (Ezequiel 16: 11)

Como já vi referido em dezenas de artigos de opinião, também sou de opinião que Jorge Sampaio foi infeliz nas condecorações que resolveu atribuir à última da hora.
Já com dia marcado para sair de casa, não foi capaz de se libertar do mau hábito de condecorar(uma por minuto como alguém escrevia no Expresso), sem critério plausível, todos os amigos e conhecidos. Foram tantas as condecorações que até as desprestigiou. Das centenas que impôs nas últimas semanas, destaco pela sua excentricidade e impertinência as condecorações aos U2, Catarina Furtado, Fátima Campos Ferreira, João Lagos, Luís Represas, Nicolau Breyner, Augustus, vários jornalistas… Até o Rosas foi condecorado. Não este, mas o Fernando “caviar” Rosas e dezenas e dezenas de outros que ainda pouco fizeram pelo país ou pela sociedade…
Mas há outras “medalhas de lata” a apontar.
Jorge Sampaio realizou algumas visitas oficiais que, pela sua “pertinência” e “acuidade política” para os altos interesses de Portugal, ficarão nos anais da diplomacia e constarão dos manuais de formação política do Séc. XXI: falo das “marcantes” visitas oficiais ao Chile, a Cuba, à Tailândia, ao Panamá, à Bolívia, ao Peru, ao Uruguai, à Costa Rica, à República Dominicana e ao Paraguai!
Também realizou uma “visita de estado” à China, fazendo-se acompanhar de uma excursão de empresários cá do burgo (dos quais destaco - porque foi um dos condecorados - o empresário e modista de Maria José Rita - Augustus). Na China e quando confrontado pelos jornalistas quanto ao desrespeito pelos direitos humanos neste país, afirmou que essa era uma questão em que "não vale a pena entrar de cotovelo e à canelada". Imperdoável.
Ah! Talvez daqui até ao dia 9 de Março próximo, o Dr. Jorge Sampaio tenha vagar para nos explicar porque é que, em 10 anos, não fez nenhuma visita oficial aos Estados Unidos da América. Falha muito grave, do meu ponto de vista.
Haddock