quarta-feira, março 15, 2006

Metro a metro...


O Metro está a complicar a vida a Mário Almeida, segundo o Público. Em vésperas de inaugurar a linha vermelha, que unirá o Porto à Póvoa de Varzim, muitas das obras ainda estão por fazer, desde acessos a estações. O nosso presidente e membro da Metro do Porto tentou adiar a inauguração, mas não obteve sucesso.
Aliás, parece que nada lhe corre bem. A acreditar naquele diário, o "presidente da Câmara de Vila do Conde também não conseguiu que fossem aceites as suas sugestões para um tarifário especial para pessoas mais carenciadas ou para os utentes de longas distâncias, como são os casos dos passageiros da Póvoa e de Vila do Conde". Ou seja, o peso de Mário Almeida é próximo do zero...
Entretanto, os protestos já começaram, nomeadamente em Mindelo, onde se dá mostras de alguma organização. O Bloco de Esquerda e a CULP, entidades com contornos bastante sobrepostos, também fazem barulho. Um dia, isto vai bater tudo certo. Mas, como manda a boa maneira portuguesa, tem de se atravessar o inferno para chegar ao céu...
Dupont